• Victor Simonelli

Como um Cássio mudou minha vida

Atualizado: 9 de Set de 2019

A paternidade é uma transição na vida do ser humano. Seja ele homem, ou mulher que faz o papel de pai e mãe. Para muitos, um desafio encarado com certo receio e medo. Mas, o fator “pai” começa a modificar o ser humano ao saber da notícia.

Cássio no primeiro dia com o papai. Foto: Priscila Chechi

Esse é o Cássio. Cara, este menino nasceu tem um mês e uma semana. Pouco tempo, não?! Mas, eu o esperava ansiosamente desde que soube da notícia. Confesso que como a maioria, fiquei assustado.


Perguntas como “qual jeito vou sustentar essa criança?” e “que educação vou dar a esse menino?”, direto vinham a minha cabeça. Mas, mais do que isso, eu tinha a certeza que esse garoto da foto aí mudaria a minha vida totalmente.


Meus amigos e as pessoas mais chegadas, receberam com medo quando dei a notícia. Após conversas com todos eles, fui os convencendo e me convencendo de que a melhor fala para o momento era: “que venha com saúde”.

Primeira do dia do Cacá com o papai. Foto: Priscila Chechi

A preparação do pai é diferente. Ter de se acostumar com “qualquer susto, pode ser verdade”, durante a gestação da parceira é uma das verdades ao longo do período da gravidez.


Além disso, o acompanhamento integral do parceiro é fundamental. Vale sempre ressaltar que se você como pai, iniciante, novo, tem problemas com isso, imagina para alguém que dará a luz àquele ser humano que está na barriga dela.


O trabalho emocional do pai, em não pegar pilha em coisas da rotina, em se fazer presente em todos os momentos e, principalmente, preparar tudo que o cerca para a vinda do nenê, é fundamental.


O papai já me vestiu de Corinthians. Foto: Priscila Chechi

Após um pouco mais de um mês, eu ainda não aprendi a segurá-lo completamente. Fraldas? Me arrisco, confesso. Aliás, o Cássio adora fazer cocô no pai. Mas, no fim das contas, vamos aprendendo e procurando melhorar a cada dia na criação desse pequeno anjo.


Bom, resumindo: paternidade é demais. Quem não passou ainda, recomendo. Chegar em casa e ver esse pequeno te esperando doido para só contar do dia dele, mesmo que na linguagem dele, com a língua de fora e com os olhos arregalados, não tem coisa melhor.


Ah, sobre o Cássio? Bom… ele está ótimo! E os medos que me cercavam durante o pré parto e tudo mais… Vou colocar (mais) uma foto dele para responder essa pergunta.


Cássio sorrindo para a foto da mamãe. Foto: Priscila Chechi

Se você gostou do texto, não esquece de compartilhar com os amigos. Vai ajudar, e muito, o papai do Cássio.

75 visualizações
REDES SOCIAIS:
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social